quinta-feira, 23 de março de 2017

A Anfitriã do Prazer

Ai que saudade gostosa desse meu cantinho!
Nas últimas semanas devido a questões de ordem familiar estive meio ausente, gostaria até de me desculpar com alguns clientes por não ter tido tempo ainda de compartilhar nossas histórias, a turminha que atendo no VIP, o loiro da “pica que me faria parar de fumar”, meu primeiro oriental (lindíssimo diga-se de passagem), o coroa do bairro ao lado, entre outros...  a vida tem sido bem corrida, mas não me esqueci de vocês nem dos momentos tesudos que vivemos e se quiserem repetir, bem... essa semana tem promoção, para quem quiser me conhecer também, a informação constará no final do relato... Vamos de conto? Escolhi um especial, quem aqui ainda se lembra da “Primeira vez”?  No último final de semana tive a honra de iniciar um rapaz de 28 anos e compartilharei nosso prazer com vocês agora!
Boa Leitura!
Me procurou há algumas semanas, expôs aquilo que considerava um “problema”, virgem numa idade em que muitos caras já estão casados, casto como um menino, um homem puro em busca da libertação do que pode ser chamado até de santidade nos dias de hoje onde os desejos da carne imperam, sou a prova viva disso a alimenta-los todos os dias. Conversamos algumas vezes até que finalmente marcamos, me disse que gostaria de já ter transado até o dia de sua formatura e aquilo me comoveu, molhei a calcinha e decidi que mostraria à ele como é que se faz.
__ Oi...
__ Olá!
Em torno das vinte três e trinta passou para me pegar, beijei seu rosto, pagou meu cachê no valor combinado e perguntei:
__ Posso te guiar?
__ Por favor!
Conversamos antes a respeito e me deixou escolher o que seria melhor para ele, para uma primeira experiência, fomos para um motel próximo.
__ Entro aqui?
__ Isso... 
A recepcionista prontamente nos atendeu, escolhi uma suíte confortável e espaçosa com jardim de inverno ao lado da hidro, um ambiente relaxante.
__ Aqui...
Mostrei, estacionou e apertou o botão do portão eletrônico.
__ Parabéns! Tem muito cara experiente que vem aqui e fica tentando fechar a garagem no braço...Um homem atento à detalhes...
__ Obrigado...
Verdade! Normalmente aviso, mas quando esqueço acontece com certa frequência essa situação, os gostosos se matam tentando fechar o portão na marra e ignoram a presença na parede do lindão do botão. Ele foi preciso. Entramos.
__ Vou enchendo a hidro para gente jogar um pouco de conversa fora e nos conhecermos um pouco com os pés na água.
Desliguei o cronômetro, decidi me dedicar ao caso, ele é tímido, bastante, não se soltaria assim do nada... fomos para banheira, tirei minhas sapatilhas de laçarotes dourados me sentei na borda e relaxei com os pés na água quentinha, enquanto meu cliente se sentou a um metro de distância com as pernas para fora sem tirar uma peça de roupa se quer. Fui puxando papo...
__ Você tem pelinhos nos braços! Adoro pelos!
Fato! Pego uns lisudos e me acabo, entretanto sempre tive uma queda pelos ursinhos.
__ Tenho...
Nessa já “andei uma casa” e continuamos a conversar.
__ E tem pelos só nos braços?
Mais uma “casa”, já estava quase lá, logo um metro de distância se tornou poucos centímetros.
__ Não... em tudo.
Me respondeu sorrindo, sorria o tempo todo, um sorriso tímido quase tenso, sorria de nervoso, acho... Sei de mim que eu estava excitada, gosto de desafios.
__ Tem no peito?
__ Em tudo!
__ Posso sentir?
Meio constrangido me deu seu aval, então fui sentindo-o por baixo da camisa, enroscando meus dedos nos pelos do seu peito, acariciando-o...
__ Posso ver se aqui também tem?
Safadinho... Deixou, fui descendo a mão até coloca-la no que havia por trás da sua cueca.
__ Uau... pelo jeito tem muito mais do que pelinhos aqui...
Sem ver já senti que era cacetudo e que estava com ele duro, pronto para o crime, esvaindo tesão.
Me levantei depois de dar aquela pegadona no seu pau.
__ Posso ficar mais à vontade?
__ Deve!
Tirei o vestido vermelho frente única, a noite estava fresquinha fiquei apenas com minha calcinha de marinheira e meu channel n° 5 na pele que  logo se  fundiria com nosso suor, o cheiro de fêmea no cio e do despertar de um homem, coquetel de fluídos orgásticos, já dizia um autor conhecido “sexo é fluídos...”, quer uma fêmea que na hora do sexo não cheire a fêmea busque uma boneca inflável com cheirinho de lavanda, saio gostosa, limpinha, pós banho e maquiada, mas se a pegada for boa, quero sair destruída, te fazer suar e suar junto, borrar meu batom, me ver escabelada e satisfeita pós gozo, jogo o jogo com novatos, mas não com amadores... novatos até me atraem.
Me voltei para ele e continuei a acaricia-lo, perguntei se podia deixar seu pau a mostra, ele pedia carinhos...
__ Muito bom...
Estava mesmo em ponto de bala, comecei a chupa-lo bem devagarinho, depois fui acelerando, não queria faze-lo gozar antes da hora...
__Vem para cama.
Me seguiu e deitou de barriga para cima, então me dividi entre um oral bem safado daqueles bem babados que molham até o saco e uma massagem relaxante cuja técnica consiste em pressionar diferentes partes do corpo contra partes do dá outra pessoa, uso muito meus seios e buceta nessas ocasiões e assim já completamente nu e entregue o vi apertar os olhos de tesão, a pica babava libido, estava gostando.
__ Até onde já havia ido?
__ Nada...
__ Nem isso?
Fez com o olhar e a cabeça sinal de negativo.
__ E está gostando?
__ De mais!
Eu também, ser a anfitriã de alguém nesse mundo de luxuria e estase no qual estou mergulhada é sempre uma glória.
__ Posso pegar uma bebida?
__ Pode...
Me deixou fumar minutos antes, procurava ser legal, peguei um energy drink só para me manter mais desperta e adoçar a boca, estou no momento me abstendo do álcool.
__ Vamos brincar mais um pouco.
Voltei a chupa-lo, primeiro com a boca cheia de energético, depois com ela quentinha até o talo, a cada mamada levada nas bolas um espasmo, ia ao delírio e eu também.
__ Quer me sentir agora?
__ Quero tudo.
Fui até minha bolsa e peguei o preservativo.
__ Sabe por?
Respondeu que não, então pedi que abrisse e eu mesma coloquei com o auxílio da boca, piroca grossa difícil de vestir!
__ Pronto...
Sem calcinha fui por cima, dei um beijo, me esfreguei, rocei meu corpo no seu e sentei, a rola entrou rasgando deliciosamente, ela era a moça manequim 52 e minha xota o vestidinho tubo 38, exatamente assim.
__ Ai que pau gostoso! Coloca bem dentro de mim...
Eu mandava e ele obedecia, apalpava minha pele, tinha um toque suave e ao mesmo tempo firme, me agarrei nele com mãos e xana, se agarrou em mim também.
__ Tá gostoso?
__ Muito gostoso!
Falou com cara de tarado, meu objetivo estava sendo alcançado, ele estava envolvido, estava dentro, literalmente. Aquilo me causou um orgasmo.
__ Então aproveita...
Feito gata no cio me esfreguei em seus pelos, enquanto subia e descia em seu caralho.
__ Vou gozar...
__ Goza... Goza gostoso!
Encheu a camisinha, Entrou num estado quase mágico... Deixei-o em seu momento por alguns minutos e então convidei:
__ Vamos para banheira, deve estar gostosa.
Fui na frente, pouco depois ele apareceu, papo vai, papo vem... Eu na água e ele na bordinha, me aproximei feito um tubarão.
__ Olha eu pic tubarão.
Riu, já não mais de nervoso, sabia o que estava por vir e que era bom. Não demorou muito para seu pau ir parar na minha boca de novo e que pau diga-se de passagem, um tesouro que talvez ele até então nem soubesse o TAMANHO do valor. Apenas com um sinal o chamei de volta para o quarto.
__ Precisa agora treinar em outras posições.
Peguei a camisinha, abri, coloquei no moço e me posicionei de 4 na beirada da cama.
__ Quero assim...
Meteu, socou gostoso, arriscou até me dar um tapa na bunda.
__ Que mão gostosa, isso me pega...
Me pegava, fodia, podia senti-lo estocando meu útero.
__ Agora de frente...
De frente, meteu com cara de puto ordinário, estava aprendendo rápido, a professora orgulhosa gozou.
__ Ai que delícia...
__ Delicioso...
Senti seu cansaço, meteu frenético!
__ Quer descansar um pouco? Eu faço o trabalho agora...
__ Acho bom...
Tirei o preservativo, dei aquela mamada gulosa, babada, profunda, com todas as lambidas mais quentes do mundo, roçando o piercing dá língua na glande e a glande no rosto, nos lábios... Bem putona, despudorada, solvendo com saliva as bolas até vê-lo virar os olhos...
__ Gostou?
__ Muito...
Repeti os movimentos e então vesti em seu desejo um novo preservativo, subi dessa vez de costas para ele, para que visse sua piroca entrando e saindo de dentro de mim e vez, ou outra mastigava-o com a buceta.
__ Vem aqui de ladinho agora.
Ajeitei seu corpo e quando me invadiu pedi que metesse com força e que brincasse com a rola dentro de mim, ele brincou...
__ Safadinho, já está aprendendo... Agora mete sem pena!
Meteu e logo anunciou que iria gozar, mais uma vez encheu a camisinha e entrou no tal estado mágico, dava gosto de ver.
__ Foi bom?
__ Foi maravilhoso...
__ Também gostei.
Deixamos o motel em torno das duas e pouca da manhã se não me engano, satisfeitos, gozadinhos e ele iniciado com sucesso, espero ter tornado esse seu momento tão esperado especial 💑

Agora vamos falar de promoção?
Nessa e na próxima semana não estarei atendendo em horário comercial, somente após as dezenove e aos finais de semana, então quem me contratar dentro desses horários poderá optar por uma hora 150,0 ou por curtirmos sem pressa e sem moderação por um preço bom bem camarada, que tal aquele happy hour? Ou aquela apimentada no fim de semana?
Contato: whats: 11969250048 Atendendo em Jacareí.
Estou te esperando.

domingo, 5 de março de 2017

Fisting, Garganta Profunda e Anal Com Cliente Habitual

Já deixou de ser apenas um cliente faz tempo, saímos em média duas, três vezes ao ano, curti coisas diferentes, ou melhor dizendo
, menos convencionais, foi meu percursor no quesito inversão, mas não é regra, nem sempre que saímos praticamos, não há regras na busca pelo prazer, você pode segui-las e acabar se perdendo do seu objetivo.
__ Hoje quero te fazer vomitar com meu pau na garganta...
Amante das gargantas profundas, das mais extravagantes, aquelas que fazem engasgar. No caminho para o motel fomos conversando sobre minhas aventuras recentes, se provocando... Fui com uma camisa oriental e um top por baixo, com shortinho e scarpin. Ao chegarmos... pegamos uma suíte com hidro, entramos, ele me deu umas encoxadas e eu tirei parte da minha roupa, fiquei de calcinha, salto alto e o bustiê.
__ Que bunda é essa?!
Continuou me encoxando, peguei uma cerveja e acendi um cigarro, evidente que sei que ele não se incomoda, me contrata dês de os tempos de webcam nos quais fazer programa não passava de um fetiche casual, uma tara. Tirou o pau para fora da cueca box, fez umas fotos minhas e outras nossas, adoro ser fotografada, registrar o ato de um modo claro que não comprometa o envolvido, ilustrar o relato.
__ Quero uma te chupando em frente ao espelho.
Sua piroca já estava dura, é um tipinho safado, ordinário e sabe que é, gosta de ser, devasso, já deu o cu para mim diversas vezes, já levou mijada na cara, fantasia me comer com outro, acho até que dar para outro, é um puto, ama me fistar, caso você não saiba do que se trata preste atenção que eu vou explicar:
Fisting é uma prática que consiste em colocar toda a mão dentro de um cuzinho, ou de uma xoxotinha, no meu caso só fiz até hoje a segunda opção e confesso fiquei com medo, faço algumas gracinhas pompoaristas, minha buceta sempre foi apertada, detestaria que ela perdesse seus encantos e descobri que nada mudou depois, continuo mordendo caralhos com ela mesmo depois do fisting...
__ Safada!
Estava mesmo decidido a me engasgar, a cabeça da pica vibrava na garganta, me fazia chorar e agradecer aos deuses por terem permitido a invenção do rímel a prova d'água. Que mamada!
__ Deita...
Tirou minha calcinha, enfiou a cara entre minhas coxas, lambeu tudo feito um cão ao qual se oferece a embalagem do iogurte para que se delicie com o resto, feito gato com sorvete, ah eu estou inspirada... Dinheiro e boa foda, um beijo para os hipócritas!
__ Ah! Puto!
Deixei o lubrificante sobre a cama ao nosso lado, passou na mão e começou a me invadir com seus dedos, unhas cortadas, muito jeitinho, tento relaxar ao máximo, dói... me fez gozar, porque soube me tocar por dentro. Pedi para parar, queria seu pau, me ajoelhei no chão e pedi que fodesse minha boca, obediente me arrancou alguns golpes de cerveja, sente tesão por se ver no comando e então me disse: 
__ Engole, caralho!
Sacana...
__ Vou comer seu cu, quero que dê para mim do jeito que o “coroa safado” te ensinou, vamos ver se é bom mesmo.
Como já falei fomos conversando sobre alguns de meus encontros, comentei sobre um cara do qual já falei por aqui e sobre nossa última saidinha, logo logo conto para vocês também e ele ficou com vontade de fazer igual, com a rola no preservativo chegou a hora de coloca-la em ação, então por cima do jeito que o Coroa Safado me ensinou dei aquela sentada com a xana, dei aquela segurada na pica, a envolvi com os lábios fartos da buceta, já não usava nem mais os sapatos, subi e desci, subi e desci, enfiei no cu e controlei a penetração.
__ Vadia...
__ Sente seu pau todo no meu cu, sente, cachorro!
Agarrou minha cintura e fincou a rola.
__ Vem aqui de frente...
Cavalguei a piroca com o rabo, sentei bem gostoso, meus peitos
iam de encontro com sua cara, então virou o jogo, veio por cima, metendo com minhas pernas para o alto, virando os olhos.
__ Tô gozando...
Gozei, ele quase em seguida, saiu do meu interior, tirou o preservativo e bateu uma até esporrar no meu rosto, cabelos, olhos... e mais uma vez agradeci aos deuses da maquiagem pela paradinha lá do rímel.
Relaxamos na banheira e em seguida partimos do hospitaleiro Emoções, eu em direção aos meus gatos, meus livros e ele rumo ao seu mundo de homem sério... dês que o mundo é mundo gosto desse jogo... A vida é um grande baile de máscaras.

E quem gostou bate punheta 😂 Ops! Bate palma e agenda  um horário comigo, seu prazer é meu prazer, Whats 11969250048 para informações, atendendo em Jacareí SP, cachê + local, te espero 😘