terça-feira, 31 de janeiro de 2017

Um pouco sobre mim

Acompanhante Plus size, tatuada, balzaquiana, baixinha, cacheada, com pés
33 e quadril de 104cm, seios fartos... coxas grossas, adora oral, adora beijos (todos eles! Os limites da minha boca serão dados por você.), faz massagem relaxante, anal limpinho :) é carinhosa e intelectualizada, realiza fantasias (chuva dourada, smoking fetiche, garganta profunda, fisting, inversão, entre outras), praticante de pompoarismo (massageia seu pau com a xota, dá aquelas mordidinhas nele), fogosa, geme alto, grita, fala sacanagem e adora escutar, não acha nada mal uns tapinhas, entrou para roda porque gosta, nasceu para o prazer, atende casais, atende duplas e grupos, atende você rs.
Ficou curioso? Então entre em contato WhatsApp: 11969250048, atendendo em Jacareí SP, agende seu horário, as brincadeiras rolam em hotel ou motel com bom custo benefício (mas caso prefira algo mais luxuoso para nós fica a seu critério) 
Beijinhos!!

sábado, 21 de janeiro de 2017

4 CONTOS SAFADOS

Olá amores, saudade de vocês!
Os dias tem sido corridos, de muito prazer e prosperidade, esse ano chegou chegando, mas cá estou e dessa vez não com dois relatos, mas quatro!
Tenho vivido muitas histórias, então separei essas para compartilhar com vocês e caso algum cliente esteja esperando pela sua e ela ainda não esteja aqui, aguarde as próximas publicações, adoro unir paixões, escrever e trepar, então não se preocupe, logo você será meu personagem principal... 
Se essa for sua primeira visita ao meu inferninho virtual te convido a sentar e gozar e até mais... venha ser uma história também! Estou atendendo na cidade de Jacareí SP no Vale do Paraíba, será um prazer apimentar sua vida e compartilhar por algumas horas meu tesão com você.
Caso fique interessado... aí está meu whats 11969250048, dispenso curiosos, aprecio os decididos... estou te esperando :*
BOA LEITURA!


O MACHO DOMINADOR

Ruivo, safado, vinte e poucos anos e uma tendência natural à sacanagem. Logo que chegamos ao motel avisou que tomaria um banho, me convidou.
__ Claro, daqui a pouco vou para lá.
Antes, apenas de lingerie resolvi tirar uma selfie, retornou para pegar a toalha e decidiu adiar um pouquinho a ducha, me pegou de quatro e começou a lamber minha bunda, chupar minha xota, meu cu, tudo em mim... fiquei com as costas arrepiadas de tesão.
__ Que bom que decidiu adiar um pouquinho esse banho...
Adiamos ficamos lá na cama, ele me chupando, extraindo prazer do meu corpo...
__ Vamos para lá?
Nus em baixo d’agua, aquele esfrega gostoso, encoxada aos milhões, decidi me ajoelhar sobre o azulejo e chupar o seu pau, engoli-lo, devorá-lo, solve-lo entre os lábios...
__ Gostosa...
Adoro chupar um pau limpinho e tesudo, um boquete bem feito é UM BOQUETE BEM FEITO, impressiona, é satisfatório para ambos, arrancar aquele mel com a ponta da língua é o paraíso, acompanhado por bofetões sacanas ainda mais... Peguei uma cerveja, chupei a piroca entre borbulhas...
__ Que chupada! Quero te comer...
Encapou o desejo e veio com tudo, esperava-o na hidro ainda praticamente vazia, me empinei toda, eu queria aquela pica toda dentro de mim...
__ Ai que pau gostoso!
Entrou, se encaixou, me deu uns tapas e a xota gozou assanhada sem qualquer pudor.
__ Melhor irmos para cama...
Convidei, adoro dar de lado, enfiou a piroca safadinha cheia de vontade própria e gozei novamente, pulsava e eu contraía para apertá-la, gosto da sensação que isso proporciona.
__ Fica aqui...
Fui para beirada da cama, de quatro novamente, depois de bruços...
__ Piranha... gosta de ser chamada assim?
__ Gosto...
Respondi entre gemidos e gritos, sou escandalosa, meu fogo me queima... percebi que brincava com meu cuzinho, fiquei de bruço, ele roçou, roçou, bateu na porta e de tão apertado mal conseguiu entrar, me avisou que queria esporrar.
__ Onde você quer?
__ Na cara!
Sempre na cara, se me dão direito à escolha a primeira quase sempre é assim, no meu rostinho maquiado.
__ Delícia... gozou me lambuzando toda... hora da hidro,  aí eu acendi unzinho porque me senti confortável para isso, nem todo cliente gosta, nem todo mundo aceita, eu respeito, entretanto tive liberdade para tal. Conversamos um pouco, me falou sobre suas aventuras no meio liberal e eu sobre as minhas e minha estranha odisseia da área da Educação para a do Sexo... recomeçamos.
__ Macho safado...
Chupadas, deliciosas, gulosas, engasgativas, rola misturada com saliva...
__ Vou te comer de novo.
Com todo prazer, estava louca para fazer um anal e assim na cama fodeu minha buceta em todas posições dominantes possíveis, gosta de comandar a transa, de conduzir e não de ser conduzido.
__ Seu cu é muito apertado...
Realmente, não só ele, mas todos meus buraquinhos, entretanto naturalmente o cu é mais justinho e como não levei meu lubrificante o jeito foi lubrifica-lo com cuspe e sabão e aí o cacete entrou gostoso, dolorido, sim... claro que dói, no entanto nem toda dor é ruim, ainda mais aquela que você controla, dar o rabo me faz rir, gozar, acompanhado por incontáveis tapas então... nem se fala. Anunciou que gozaria novamente.
__ Onde?
__ Em cima dela...
Apontei para xana carnuda e greluda, gosto que jorrem sobre sua superfície, é como ver um show de cima de um prédio, clandestinamente... você está nele, mas não está... não sei se fui bem clara em minha metáfora.
__ Ah.. to morto!
Putão, havia saído com o casal na noite anterior segundo ele e assim recompostos, relaxados, saímos da alcova e voltamos para o mundo cá fora... cliente fodelão delícia...
Segue o fluxo.



O MINEIRINHO GOSTOSO

Moço com jeito de mineiro, agora bateu a dúvida se me falou que era descendente, ou de fato nascido em Minas, perdão querido se não me recordo ao certo...
__ Quem precisa de panicat, com uma delícia dessas...
Estou fora dos padrões, não sou malhada, meus cabelos não são lisos e platinados, meus seios são fartos, mas não na base do silicone, a minha cor... é a do pecado, entretanto... quem precisa seguir padrões são produtos e tem muito homem gostoso que entende isso e quer apenas uma mulher de verdade, fora da linha, que não segue as regras, trepe gostosinho, possa deixa-lo com as pernas bambas... me encaixo exatamente aí, sou GOSTOSA, uma mulher gostosa, uma pessoa gostosa que adora sacanagem, foder muito, falar palavrão, dar beijo na boca, ser carinhosa, me doar...
__ Também te adorei.
Verdade! Faz menos de três semanas que comecei oficialmente a atender e tenho conhecido caras muito legais, que trepam de um modo que me faz gozar, se sentem em casa comigo e me deixam à vontade também. À cada novo encontro a sensação de estar transitando um mundo novo, distinto do meu, mas que se encontra com ele.
__ Já saiu com um homem quietinho?
__ Logo, logo liberto o monstro que existe dentro de você.
Essa tem sido uma das coisas mais gostosas que tenho vivido nos últimos anos, saber tirar um homem do sério, adoro isso... o “mineirinho” e eu trocamos muitos beijos e carícias, primeiro com a calcinha de lado, depois sem ela senti o poder da sua língua, dos seus dedos, enquanto bebia uma skol beats vermelhinha que trouxe para mim.
__ Ai que gostoso, casadinho safado...
Gosto de provocar.
__ Quero te chupar...
Deixei nossa hidro enchendo e ao vê-lo deitado com a rola dura não resisti, chupei e avisei:
__ Se deixar te chupo todo, minha boca não tem limites...
E ele deixou, lambi as bolas, engoli o pau, mamei com cerveja, com tesão, ele sentiu o cacete no fundo da minha garganta, o piercing na glande, notei que apesar de termos agendado uma hora não estava com pressa, então me dediquei e dei à ele o “boquete dos astros”.
__ Que chupeta!
Elogios, tremor de pernas, gemidos másculos e minha boca incansável chegou no seu rabo, enfiei a língua no cu, lambi as preguinhas, voltei para a pica e massageei com os seios, com as mãos e novamente entre meus lábios vibrou de prazer.
__ Sabe... eu sempre digo que melhor que um bom anal só um boquete bem feito...
Tirei o pau da boca e perguntei:
__ O meu é?
__ Com certeza!
Viu sobre mim num fórum e decidiu conferir se o que disseram a meu respeito era verdade e conferiu.
__ Pau gostoso...
Mel de rola e saliva faziam-no deslizar nos meus domínios... Na banheira relaxamos mais um pouco, rimos, nos provocamos, o clima estava gostoso, acariciei seu peito com meus pés e de volta aos lençóis seu membro, acariciei com pés, mãos e todos meus sentidos, chupei de todas as formas e por várias vezes ele se segurou para não gozar.
__ Quer me comer?
Ele queria, claro que queria, porém achei melhor irmos no seu tempo, o sexo tem dezenas de maravilhas além da penetração.
__ Que você acha?
Bem humorado, todo cheio de desejo, vesti a “blusinha” na sua piroca e fui por cima, cavalguei, rebolei, esfreguei meus peitos em seus peitos, falei sacanagem:
__ Come gostoso, hoje eu sou sua puta...
Apertei o cacete dentro de mim, avisou que gozaria e senti aquela tremidinha da pica quando esporra... maravilhosa, gozei junto.
__ Gostoso!
Beijei-o pós elogio, camisinha cheia, corpos satisfeitos, leves... suados e babados, porque sexo tem que ter fluídos, fazem parte do ritual.
“Mineirinho” é o tipo de homem que sabe ser doce sem deixar de ser safado, belezura de encontro.



UMA TARDE DELICIOSA

Nos falamos semana passada e nessa nos encontramos, tive alguns minutos para ficar pronta, prefiro que agendem  com algumas horas de antecedência, mas okay, estava afim, senti que poderia rolar um belo “conto”,  pagaria meu preço...  confesso que isso de ser paga descaradamente me dá tesão, dinheiro e sexo juntos, como pude ter passado tanto tempo em cima do muro?! Gosto disso...
__ Adorei a cor do seu carro!
Era vermelho, mais tarde descobri que era de sua esposa e não dele.
__ Nossa! Como você é bonita!
Me achou “diferente”, provavelmente do modelo habitual de garotas de programa, sou negra (pardo é envelope), plus, tatuada, exótica... Fui com um vestido colado, estampado, do qual logo me libertei.
__ Adorei a lingerie.
Tudo sexy e delicado, a calcinha minúscula realçando meu bundão, o sutiâ meia taça, assim que tomou um banho retornou e me chupou, me beijou, beijos deliciosos e eu o chupei também, chupei muito... percebi que gostava, era bem visual, nos olhávamos, eu chupava a piroca vendo sua expressão de prazer, estava tesudo e bem safado, me deixando no clima, totalmente acesa.
__ Sente o gosto do seu pau.
Beijei na boca, várias vezes, me esfreguei na piroca babada e todo o meu corpo no seu feito uma gata, ah esse cio felino que me persegue... a buceta pega fogo de mais, o grelo entumecido pulsa, bate o coração entre as coxas e as vezes me desconecto, foi mais, ou menos assim, não me apeguei ao roteiro e talvez a história não siga a ordem exata dos fatos, mas... via em seus olhos que estava gostando, suas mãos me pegavam, me afagavam, era bom, que gostoso... decidiu me foder e de pau vestido começamos, ele por cima, eu de quatro, casado que não apronta muito se sentiu desconfortável com o preservativo, nada como uma pausa...  peguei uma Smirnoff ice, novas chupadas, novos carinhos, toques na xoxota, no cuzinho e beijos, garganta profunda com borbulhas refrescantes e bucetadas fortes na cara, sentadas... pau duro de novo, pronto para o abate.
__ Vem gostoso, me come!
Colocou a camisinha, me chamou para ponta da cama, empinadíssima, pernas juntinhas, falando baixarias, porquê eu adoro senti o cacete duro me fincar.
__ Come seu puto, come... que pau gostoso...
Rebolava na piroca, pressionava-a, já havia gozado em seus dedos, na boca, aquela foi a hora de gozar nela e o safadinho, ah o safadinho... acompanhou o embalo e gozou junto, socou bem gostoso, me pegando pelos seios e pela cintura, ele gozou numa metida bem sacana, encheu a capinha de leite.
__ Não posso vir muito aqui não...
Uma brincadeira, se referia a se apegar, me fez elogios, disse que eu sou culta e que isso não é muito comum... que gostaria de sair para beber uma e conversar, que não sou só para programa, sedutor... adorável, safadinho gostoso, um delicioso encontro para recordar.



NOITE DE POMPOAR

Meus encontros... meus encontros normalmente acontecem do seguinte modo: A pessoa me pega e vamos para o motel, cachê pago antes da nave sair do ponto de partida e a diversão já começa a rolar no caminho seja através de um bate-papo, ou de algo mais ousado, porém... dessa vez a aventura foi diferente, esse cliente me aguardou no motel, seus argumentos me convenceram a ir até ele, pareceu-me interessante a proposta, o cachê para fechar a noite e gostei de sua cara na janelinha do whatsApp.
__ Suíte 419, tenho um cliente me esperando.
Marcamos para as vinte uma horas, a recepcionista informou minha chegada e fez uma gracinha quando perguntei onde ficava.
__ Haha, terá que atravessar o motel, fica na saída...
Me pergunto o que custava ela ter facilitado abrindo a saída para que eu entrasse através dela, mas de boa, um dia é da caça... no mais já aviso à quem possa interessar que não faço isso mais, indicarei um hotel no centro, enfim... atravessei o motel bonita, montada no salto, sapateando as poças, com a xoxota pulsante porque comigo o sexo é festa, foda é acontecimento social.
__ Olá...
Me recebeu na garagem, estava nu e no ponto como havia dito numa mensagem que me enviara, já fomos logo nos beijando, peguei na piroca que respondeu ao estimulo, uma cara de safadinho... de dar gosto, me pegava, me tocava, se jogou na cama... perguntei sobre o cachê e me mostrou que deixara-o sobre a mesa, poderia ter ido conferir, no entanto preferi conferir outra coisa, o tesão, o sabor do cacete, então beijando-o, peito, barriga, coxas, virilha... alcancei o seu membro e abocanhei. O casado discreto fodeu meus lábios levemente, comentou o tamanho da própria piroca, não me ligo nisso, sendo usual, limpinha e estando atada a um macho interessante, tá valendo...
__ Sou a prova viva de que tamanho não faz diferença.
Sim eu sou, tenho pouco mais de um metro e meio e o fogo, ah o fogo... de um avatar de cinco metros.
Continuei mamando a sua rola, lambendo-o todo, beijando, subi em cima para me esfregar e pedi que me comesse, mas disse que daquele jeito gozaria rápido, então brincamos mais um pouco, me exibi, senti seus dedos na minha xota, queria me ver chorar por ela, não é tão simples... mas no segundo round aconteceu.
__ Quero ver essa buceta escorrendo...
Quando não mais aguentávamos colocou a camisinha e foi aí que a mágica aconteceu, decidi maneirar nos movimentos para que pudéssemos curtir o máximo possível.
__ Nossa assim essa buceta arranca meu pau! Que buceta gulosa...
__ Está te mastigando...
__ Se ficar só assim  para mim já tá bom... você faz pompoarismo?!
Segredinhos meus.
__ Uhum...
E nessa ficamos tarados, dedo no cu, piroca mordida pela xota que gozou e mordeu mais ainda.
__ Quero gozar na sua cara...
__ Adoro...
__ Vem!
Bateu uma punheta bem perto do meu rosto até jorrar, lambuzou até meus cílios, foi sem dó... Corri para o espelho para apreciar.
__ Me dá muito tesão me olhar depois de uma leitada dessas...
Fomos para o jardim, na verdade um pequeno cubículo com trepadeiras, não era apenas mais uma no meio delas, mas a que trepa melhor... no sexo eu me garanto.
__ Tá aqui aquele que me pediu.
Acendi um beck, pedido especial do cliente que estava afim de queimar uma ganjinha, então providenciei e o acompanhei enquanto me falava um pouco sobre si e suas fantasias... Quando o verdinho chegou na ponta comecei a chupá-lo de novo, voltamos para cama, novas lambidas, dedadas, minha xota roçando sua coxa, meu cu piscando...
__ Que cu quente!
__ É o verdadeiro sentido de fogo no cu, meu bem.
Rimos, sou bem humorada, não canso de repetir que o contexto sexual não deve desumanizar o ato e nem o capital tem esse papel, somos pessoas, com histórias, bagagem que levamos para a alcova daquilo que deixamos lá fora a nossa espera, quer trepar comigo? Terá que trepar comigo inteira, a mulher, a Fernanda, não apenas com meus buracos, eu sou mais do que isso, baby, sou completa.
Vestiu mais uma vez o tesão, me comeu de frente, por cima, buceta apertadinha beliscando, mas o cuzinho, esse... estava mais apertado ainda e o cacete era grosso, cabeçudinho... lubrificamos e mesmo assim foi custoso e gostoso...
__ Hoje a gente não sai daqui sem você comer meu rabo!
Lutamos, haha, mas conseguimos, foi algo bem breve, prazeroso, eu gozo pelo cu, facinho... voltou para minha buceta que não se cansava de devorá-lo.
__ Ainda bem que essa buceta não tem dente.
Não tem dente, mas... mordia, feroz, mordia a piroca.
__ To indo devagarzinho para você não gozar...
__ Pode acelerar se quiser.
Dei uma cavalgada gostosa, depois voltei a trabalhar somente com a musculatura da pélvis.
__ Vem cá, safada, vou gozar na sua cara de novo.
Gozou gostoso, suspirou e eu também. Depois disso tomamos um banho e ele me deu uma carona, ficou de me procurar de novo, espero mesmo que procure, macho safado e generoso sempre tem meu carinho e desejo.